• Últimas notícias

    terça-feira, 2 de maio de 2017

    Suspeito de matar filho de assessor do prefeito de Delmiro Gouveia é preso em Ribeira do Pombal-BA

    O autor dos disparos de arma de fogo que mataram o adolescente Arthur Pantaleão Siqueira, 14, no dia 21 de abril deste ano, em Delmiro Gouveia, foi detido, na tarde desta segunda-feira (1), por volta das 13h, no município de Ribeira do Pombal, na Bahia. Walter Kassius Clay Cavalcante, conhecido como "Neguinho", 20, foi localizado depois de levantamentos das Polícias Civil de Alagoas e da Bahia. 

    Segundo o delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, titular da 1ª-DRP, o suspeito vinha sendo monitorado por ele e o delegado Paulo Jason de Melo Falcão, coordenador regional de Euclides da Cunha. “Estava em contato com o doutor Paulo desde ontem. Sabíamos, por meio de levantamentos e do coordenador do 181, que o suspeito iria descer na rodoviária de Ribeira do Pombal”, relatou Cavalcanti.

    “Organizamos uma campana, tendo em vista que ele estaria na companhia de outros elementos, e o detivemos exatamente conforme havíamos levantado, ou seja, na rodoviária. No momento da detenção, Walter confessou que atirou e matou o adolescente Arthur”, afirmou o delegado regional.
    Walter e os outros foram levados para a delegacia da cidade baiana, onde estão sendo ouvidos pelo delegado Paulo Falcão. Também está sendo feito um levantamento baseado na suspeita de que eles fariam parte de um grupo criminoso que supostamente é responsável por roubos entre Alagoas e Bahia.

    A participação de Walter Kassius no caso foi confirmada após o depoimento de um adolescente de 17 anos de idade, que, segundo a investigação, também participou do crime, ocorrido em frente a uma escola municipal, localizada no Conjunto Residencial Rui Palmeira, no bairro Cohab Velha.

    Durante depoimento, o menor inocentou um outro rapaz que tinha sido preso suspeito do assassinato e revelou a participação de Walter como autor dos tiros que mataram Arthur. Ele confessou ainda que a intenção dele e do comparsa era roubar a moto e o celular da vítima e que a arma utilizada no crime, um revólver calibre 32, era dele.

    Após o depoimento, agentes policiais civis da 1ª-DRP e do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), também sediado em Delmiro, tentaram prender Walter Kassius, mas ele não foi localizado e passou a ser considerado foragido da polícia.

    Diante da situação, a família do adolescente decidiu oferecer uma recompensa de R$ 10 mil para quem tivesse informações que levassem à prisão de Walter Kassius. O anúncio da recompensa foi feito pelo pai de Arthur, Alain Siqueira.

    Nesse caso, não será necessário o pagamento da recompensa porque o trabalho de detenção do suspeito foi realizado pela polícia, inclusive o delegado Rodrigo Cavalcanti já havia informado ao Correio Notícia que a oferta de recompensa por  informações era exclusiva da família e que, independentemente disso, a polícia estava fazendo o trabalho de investigação.

    “Agradeço ao apoio de todos os policiais da 24ª Área Integrada de Segurança Pública envolvidos na ação, ao delegado Paulo Falcão e sua equipe policial, o coordenador do Disque Denúncia 181 e todos que contribuíram com a investigação por meio do Disque Denúncia”, concluiu Cavalcanti.

    Polícia

    Bahia

    Serrinha