• Últimas notícias

    quarta-feira, 30 de agosto de 2017

    Vaquejada: empresa ‘desconhecida’ do Parque ganha R$ 200 mil do Estado


    A Superintendência de Fomento ao Turismo da Bahia (Bahiatursa) reconheceu nesta quarta-feira (30) um dívida de R$ 200 mil referente à Vaquejada de Serrinha de 2015. O bahia.ba apurou que o procedimento antecede a quitação do débito, que deve ocorrer na próxima semana.
    Conforme publicação no Diário Oficial do Estado, a empresa “interessada” na causa seria a Litoral Esporte e Entretenimento LTDA, mas o Parque Maria do Carmo, organizador do evento, não confirma a relação com a destinatária dos recursos 


    30082017 diario oficial estado reconhecimento debito bahiatursa litoral esporte

    “Engraçado, tem 20 anos que trabalho na organização da vaquejada, conheço todas as empresas, e não conheço eles. Nunca ouvi falar dessa empresa”, afirmou Juliana Serra, integrante da família que comanda a festa, liderada por Vardinho e Carlinhos Serra, em entrevista ao bahia.ba.
    Contatado pelo site, o proprietário da Litoral Esporte, Rilson Campos, não só assegurou que participa da produção, como demonstrou esperança em receber o pagamento da dívida com a publicação no DOE.
    “A vaquejada não sabe que a gente faz isso? Eu sou o captador de recursos deles, tá? Desde 2015. A gente fez a campanha de divulgação, botou a marca do Estado no parque, mas infelizmente ainda não foi pago, não. Desde 2015 a gente corre atrás disso. Todo dia a gente fica na expectativa, mas a esperança é a ultima que morre. Vamos esperar”, declarou.
    No site da Litoral, entre diversos “parceiros” que compõem o portfólio, não há a logomarca ou qualquer referência à Vaquejada de Serrinha.

    Procurada, a Bahiatursa não atendeu ao contato feito pela reportagem.zador do evento, não confirma relação

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha