• Últimas notícias

    segunda-feira, 23 de outubro de 2017

    Casos de corrupção nas Forças Armadas vão de roubo de peças de tanques de guerra a desvios milionários


     Por: Redação BNews
    Assim como as inúmeros instituições do Brasil, as Forças Armadas também sofrem com casos de corrupção em sua estrutura militar. De acordo com levantamento do Superior Tribunal Militar e investigações Ministério Público Militar (MPM), as irregularidades vão desde desvios milionários a roubo de peças de tanques militares. Os detalhes do estudo estão em reportagem especial publicada neste domingo pelo portal Uol.
    Nos últimos 10 anos, o MPM já constatou desvios de ao menos R$ 191 milhões nas Forças Armadas em crimes como fraudes a licitações, corrupção passiva, ativa, peculato e estelionato praticados tanto por praças quanto por integrantes da elite militar. Entre 2010 e 2017, 132 militares das Forças Armadas foram condenados pela Justiça Militar por algum dos crimes acima citados.
    Entre as 59 denúncias já encaminhadas ao Tribunal de Contas da União (TCU) pelo MPM, há casos de desvios em hospitais militares, pagamento indevido de diárias a oficiais da Aeronáutica, desvio de combustíveis e apropriação de dinheiro público. A reportagem também mostra que soldados roubaram peças de um tanque de guerra no Sul do país para vendê-las a um ferro-velho. O fato ocorreu em 2015, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde está sediado o 3º Grupo de Artilharia de Campanha, formado por veículos blindados, entre eles, tanques de guerra do tipo M108.
    Um soldado e um cabo furtaram diversas peças dos tanques M108 e as venderam para uma oficina. No total, as peças incluíam portas traseiras, tampas e outros equipamentos dos blindados que pesavam em torno de 320 quilos. Peças que, no mercado internacional, custariam mais de R$ 100 mil, foram vendidas por R$ 912,50.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha