• Últimas notícias

    quarta-feira, 11 de outubro de 2017

    Ministro rejeita ação de Lula que pedia anulação de grampos por Moro

    Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba
    Foto: Izis Moacyr/ bahia.ba

    O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin negou nesta quarta-feira (11) o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de anulação das interceptações telefônicas que pegaram petista e autoridades com foro privilegiado, como a então presidente Dilma (PT), na Operação Lava Jato.
    A defesa pedia ao Supremo o reconhecimento de que Moro “usurpou a competência” da Corte ao emitir “juízo de valor, analisando no evento 135 do Pedido de Quebra de Sigilo número 5006205-98.2016.4.04.7000/PR as interceptações telefônicas envolvendo” Lula e”autoridades com foro privilegiado e, também, quando afirmou existir ‘relevância jurídico-penal’ nas conversas interceptadas em tais comunicações no momento em que prestou informações” no âmbito de reclamação relatada por Teori Zavascki.
    Ao negar seguimento à reclamação, Fachin afirmou, segundo o Estadão, que a investigação “não está direcionada a agentes detentores de prerrogativa de foro”. “Se referidos agentes públicos não figuram como alvo da investigação, cabe ao juízo singular avaliar e, sendo o caso, zelar pelo sigilo das provas que guarnecem o acervo sob sua supervisão”, disse.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha