• Últimas notícias

    terça-feira, 17 de outubro de 2017

    Mulher encontrada morta no Bairro da Paz é identificada 18 dias depois


    Polícia investiga
    se ela foi vítima de João Paulo Castro Moreira, suspeito por outras duas mortes
    A mulher que foi encontrada morta no Bairro da Paz, em Salvador, no dia 29 de setembro, foi identificada. O corpo de Zenilda Silva da Conceição, 22 anos, foi liberado do Departamento de Polícia Técnica (DPT), na manhã desta terça-feira (17), para ser sepultado no cemitério de Portão, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. A polícia suspeita que ela foi vítima de João Paulo Castro Moreira, 30 anos. Ele é investigado pela morte de outras duas mulheres.
    A polícia não deu detalhes sobre como o corpo de Zenaide foi encontrado, mas disse que, assim como as outras duas vítimas, ela sofreu violência sexual e foi estrangulada. João Paulo foi preso um dia depois do corpo de Zenaide ser encontrado, e no mesmo dia em que a recepcionista Marília Matércia Sampaio de Andrade, 32, foi assassinada.
    Familiares de Marília disseram que ela tinha comentado, alguns dias antes do crime, que tinha conhecido uma pessoa, mas ela não chegou a apresentar o suposto namorado para a família. No dia do crime, um sábado, pela manhã, ele teria forçado a vítima a entrar no carro e abusado dela, antes de abandonar o corpo na Estrada do CIA-Aeroporto.
    João Paulo estava escondido em um imóvel em Mussurunga quando foi preso na noite daquele sábado, 30 de setembro. Ainda segundo a polícia, ele era dono de um lava a jato, e usou o carro de um cliente, uma Toyota Hilux, para levar o corpo de Marília até o local onde ele foi deixado.
    Em julho, o corpo da comerciante Nadjane Santos de Jesus, 30, foi encontrado também no CIA-Aeroporto, próximo ao local onde a outra vítima estava. A polícia suspeita que João Paulo seja o autor dos três homicídios. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha