• Últimas notícias

    sexta-feira, 20 de outubro de 2017

    Peru autoriza o uso medicinal de maconha

    Reprodução/ Twitter
    Reprodução/ Twitter

    O Peru é o novo país da América Latina a regulamentar o uso medicinal de maconha e derivados. O Congresso do país aprovou, nesta quinta-feira (19), uma lei que permite o uso da planta para fins medicinais e terapêuticos.
    O projeto foi aprovado com uma ampla margem de diferença: foram 67 votos a favor, cinco contra e três abstenções. Com isso, o plenário dispensou uma segunda votação que seria sancionada nos próximos dias, pelo presidente Pedro Pablo Kuzcynski.
    Serão abertos registros oficiais pelo Ministério da Saúde, com discrição para os pacientes com atestado médico. A lei autoriza o uso da maconha e de derivados, como o óleo de cannabis para aliviar sintomas de Parkinson, epilepsia e câncer.
    A iniciativa foi do parlamentar governista Alberto de Belaunde e da deputada de esquerda, Tania Pariona. O texto foi apresentado em setembro, após a polícia realizar buscas em um laboratório informal que fabricava óleo de cannabis medicinal em Lima. Com a decisão, o país andino se junta a Chile, Argentina, Colômbia e Uruguai, o único com lei mais branda que permite também o uso recreativo.
    Em setembro, centenas de pessoas foram às ruas reivindicar a aprovação da lei. De acordo com matéria do El País, o ator e comediante Carlos Alcántara, popular no Peru, foi ao Congresso revelar que há 17 anos administra óleo de maconha para tratar o seu filho autista. “Sinto a diferença quando ele toma o óleo e quando não toma”, afirmou.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha