• Últimas notícias

    segunda-feira, 16 de outubro de 2017

    Se cometeu erro, tem que pagar por isso’, diz Neto sobre Lúcio


     prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), falou, na manhã desta segunda-feira (16), sobre a operação da Polícia Federal no gabinete e no apartamento do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), irmão do ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB).
    O democrata afirmou, em entrevista ao programa “Que Venha o Povo”, da TV Aratu, que defende as ações da Polícia Federal e do Ministério Público e disse que “caso algum político, de qualquer partido, se cometeu erro, tem que pagar por isso”. “No caso específico, espero que tenha condições de se explicar e apresentar suas razões”, frisou.
    Perguntado se os problemas judicias contra os Vieira Lima podem afetar a participação do PMDB em sua eventual chapa ao governo em 2018, Neto se esquivou, repetiu que ainda não decidiu se será candidato, mas fez questão de ressaltar que o partido “não se resume ao ex-ministro”.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha