• Últimas notícias

    terça-feira, 7 de novembro de 2017

    Motorista da Uber acusado de estuprar adolescente é policial militar

    [Motorista da Uber acusado de estuprar adolescente é policial militar]

    No final do mês passado, um áudio passou a circular nas redes sociais, onde uma suposta enfermeira do Instituto de Perinatalogia da Bahia (Iperba) relata o atendimento a uma adolescente de 17 anos, que teria sido estuprada por um motorista da Uber. O caso foi confirmado à reportagem do BNews por um tio da vítima e o agressor foi identificado como Agnaldo Alves Boa Morte, que é policial militar. 
    O caso 
    De acordo com o familiar, a jovem estava na casa do namorado, em Sussuarana Nova, no último dia 25, quando solicitou o carro pelo aplicativo, no início da noite, para leva-la até Plataforma, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. Porém, o motorista desviou o caminho e a levou para uma rua deserta nas imediações da avenida Paralela, onde praticou o estupro.
    Após o abuso, Agnaldo tomou o celular da adolescente e apagou o aplicativo para dificultar sua identificação junto à plataforma. Durante o crime, os dois entraram em luta corporal e a jovem sofreu cortes nos braços provocados por um estilete, que estava em posse do motorista. "Ela ficou em pânico e não sabe bem o local em que ele parou. Ela gritou muito, chorou, mas o carro tem película escura", contou o tio.
    Em seguida, a vítima foi abandonada em uma rua, ainda no bairro de Sussuarana, onde foi socorrida por populares após desmaiar. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou atendimento e a encaminhou para o Iperba. Por causa do estupro, a jovem, que já recebeu alta médica, está tomando coquetel de remédios e está recebendo acompanhamento psicológico.
    Ocorrência
    Os familiares prestaram queixa na Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (Dercca), que investiga o caso. A ocorrência também foi registrada na Corregedoria da Polícia Militar, que em nota informou que o "fato será apurado na esfera administrativa". Ainda de acordo com a PM, a "Polícia Civil apurará o inquérito policial para investigar o crime". À reportagem, a assessoria da Polícia Civil afirmou que o caso ainda não foi confirmado junto à delegada titular da unidade. 
    Uber
    Já a Uber afirmou, em contato com o BNews, que o motorista já foi banido da plataforma. "Este tipo de comportamento é absolutamente intolerável e o motorista já foi banido da plataforma. A Uber está em contato com a família da vítima para oferecer assistência e se colocou à disposição para colaborar com as autoridades no curso das investigações. Vale lembrar que nenhuma viagem na Uber é anônima e este tipo de comportamento, se confirmado, leva ao imediato desligamento da plataforma. Acreditamos na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência contra a mulher". 
    *com informações da repórter Shizue Miyazono

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha