• Últimas notícias

    quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

    Nem Lula, nem Bolsonaro?


    Edição 
    Por Jorge Serrão - 

    Um grande golpe já se arma para a eleição presidencial de 2018. Curiosamente, a armação conseguirá desagradar aos extremos. O plano é emplacar uma candidatura de “centro” – ainda indefinida. O objetivo principal é impedir que tanto Lula da Silva quanto Jair Bolsonaro tenham a candidatura barrada para a disputa do fla-flu eleitoreiro.
    A tese da conspiração é simples: já que o nome de ambos representa risco de sobrevivência ao podre sistema de poder, o mais fácil é tirá-los da disputa e apostar todas as fichas numa “terceira via” (que ainda não se definiu qual será). O grande problema de tal jogada é: os conspiradores combinaram com uma grande parcela do eleitorado – que projeta votar em Lula ou Bolsonaro?
    A grande manobra de judicialização da politicagem pretende punir Lula e Bolsonaro. No dia 24 de janeiro, Lula já pode ficar impedido de concorrer, se o Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmar sua condenação por Sérgio Moro, aumentando até a pena por corrupção no caso do triplex do Guarujá e enquandrando o companheiro $talinácio na Lei da Ficha Limpa. Já Bolsonaro seria tirado da jogada com condenações naquela briga com Maria do Rosário ou no caso da pescaria em área de proteção ambiental.
    O golpe que pode tirar da jogada Lula e Bolsonaro já está sendo armado. Se vai ocorrer – e realmente vai dar certo – é a grande dúvida de uma corrida eleitoreira que começou muito antes do normal.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha