• Últimas notícias

    segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

    PGR denuncia Geddel e Lúcio por lavagem de dinheiro e associação criminosa

    A mãe deles, o ex-assessor Job Ribeiro e o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz também foram acusados


    Foto: Divulgação
    Foto: Divulgação

    A Procuradoria-Geral da República denunciou nesta segunda-feira (4) o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por lavagem de dinheiro e organização criminosa.
    A PGR também acusou formalmente o irmão de Geddel, deputado federal Lúcio Vieira Lima; a mãe deles, Marluce Vieira Lima; o ex-assessor Job Ribeiro que trabalhava com Lúcio Vieira Lima; o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz; o sócio da empresa Cosbat Luiz Fernando Costa Filho
    A denúncia se refere ao caso dos R$ 51 milhões em dinheiro vivo atribuídos a Geddel, pela Polícia Federal (PF), encontrados em malas em um apartamento em Salvador. A procuradoria aponta quatro possíveis fontes dos R$ 51 milhões: propinas da construtora Odebrecht; repasses do operador financeiro Lúcio Funaro;
    desvios de políticos do PMDB; transferência de parte de salário de assessores.
    Agora cabe ao ministro Edson Fachin, relator do caso no Supremo Tribunal Federal, decidir se eles viram réus ou não.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha