Últimas notícias

Não acho que faço trabalho escravo’, tergiversa Mendes

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral TSE), tergiversou ao ser questionado sobre as novas regras que podem dificultar a penalização de envolvidos em casos de trabalho escrevo.
“Eu, por exemplo, me submeto a um trabalho exaustivo, mas com prazer. Eu não acho que faço trabalho escravo”, afirmou o magistrado, nesta quinta-feira (19), ao comentar a alteração, que permite jornadas extenuantes desde que não haja cerceamento à liberdade.
Ele adotou cautela, no entanto, antes de defender uma posição a respeito da portaria publicada nesta segunda (16) pelo Ministério do Trabalho: “O tema é muito polêmico e o importante, aqui, é tratar com perfil técnico, não ideologizado. Há muita discussão em torno disso”