Últimas notícias

Juiz conhecido por dirigir Porshce de Eike é condenado a 52 anos de prisão

Foto: Rafael Moraes; Extra
Foto: Rafael Moraes; Extra

O juiz federal que ficou conhecido por dirigir o Porsche apreendido do empresário Eike Batista – hoje preso – Flávio Roberto de Souza, foi condenado a 52 anos de prisão por peculato e lavagem de dinheiro. Além de perder a magistratura, ele deverá pagar uma multa de aproximadamente R$ 600 mil.
De acordo com o Ministério Público Federal, o juiz desviou para si próprio, dinheiro que estava apreendido na 3ª Vara Federal Criminal do RJ, na época em que era titular da vara. Contudo, nenhuma das acusações tem relação com o caso de Eike Batista.
Entre os vários crimes, está o desvio de R$106 mil obtidos com a venda do carro do traficante espanhol, Oliver Ortiz. Segundo o G1, o MPF acusa Flávio Roberto de utilizar o dinheiro para comprar um carro para a sua filha. Outros valores desviados teriam sido usados para financiar um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.