Últimas notícias

Remédio a base de maconha pode chegar às farmácias em març

Divulgação
Divulgação

O primeiro medicamento a base de maconha aprovado no Brasil, deve chegar às farmácias em março. Batizado de “Mevatyl”, o remédio é indicado para pacientes com esclerose múltipla, e mesmo aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), pode chegar ao mercado em março, mas ainda com preço pouco acessível – média de R$2.500 a embalagem.
A questão é que a caixa – com três frascos – cobre o tratamento por pouco mais de um mês. O valor seria impraticável para boa parte dos que precisam de tratamento, e em contrapartida, pacientes e especialistas que se arriscam com o cultivo ainda ilegal, conseguiriam a medicação por um preço mais acessível.
Os fabricantes, porém, argumentam que só um cultivo profissional e com as devidas condições, alcança o padrão de qualidade necessário para a produção do fármaco. Andréa Viana, gerente médica da Ipsen, empresa que conseguiu registro com a Anvisa, disse que o Mevatyl deve ser comercializado em um mês.
Segundo a gerente, a medicação “já está no Brasil” mas ainda tem pendências “burocráticas. O remédio já foi aprovado em 28 países, onde é chamado de “Sativex”, e trata a espasticidade – rigidez no corpo, principalmente nas pernas – decorrente da esclerose múltipla.
No Brasil, hoje existem cerca de trinta e cinco mil pessoas diagnosticadas com a doença, que não tem cura. O tratamento consiste em atenuar os efeitos e desacelerar o seu avanço. As informações são do O Globo.