Últimas notícias

Condenado no caso Eliza Samudio, Macarrão deixa penitenciária

Foto: Fabiano Rocha/Agência O Globo
Foto: Fabiano Rocha/Agência O Globo

Condenado a 15 anos de prisão pela morte da modelo Eliza Samudio, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, de 32 anos, deixou o Complexo Penitenciário Doutor Pio Canedo, em Pará de Minas, na noite de sexta-feira (3) para cumprir regime aberto.
A progressão da pena foi concedida na última quinta-feira (1º), pelo juiz Antônio Fortes de Pádua Neto, que considerou o condenado já possuía os requisitos necessários, como cumprimento de tempo e bom comportamento, para deixar o semiaberto.
Preso em 2010, Macarrão foi condenado a 15 anos de prisão em regime fechado em novembro de 2012. Ele passou para o semiaberto em maio de 2016, pouco mais de seis anos depois da prisão.
Como Pará de Minas não tem um local que sirva de albergue para sentenciados dos regimes aberto e semiaberto, o juiz determinou que a pena seja cumprida domiciliarmente. Para manter o benefício, Macarrão terá que cumprir alguns benefícios, entre os quais permanecer em casa no período das 19h às 6h.
Condenação
Macarrão foi condenado por homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, a modelo Eliza Samudio –, sequestro e cárcere privado.
A Justiça considerou que ele agiu junto com o goleiro Bruno Fernandes, com quem Eliza Samudio teve um filho. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade. O jogador foi condenado pelo crime em março de 2013.