Últimas notícias

EMPRESA DE PEDÁGIO DELATA PROPINA DE R$ 5 MI A ALCKMIN POR MEIO DO CUNHADO

Reuters
A CCR, maior concessionária de estradas do país, revelou ter doado R$ 5 milhões para o caixa dois da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) ao governo paulista em 2010; o dinheiro teria sido entregue ao cunhado de Alckmin, Adhemar Ribeiro; denúncia de propinas também atinge os tucanos José Serra e Aloysio Nunes
O candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, apontado como o "santo" das planilhas da Odebrecht, tem um novo problema para resolver, além da baixa popularidade. A CCR, maior concessionária de estradas do país, revelou ter doado R$ 5 milhões para o caixa dois da sua campanha ao governo paulista em 2010. O dinheiro teria sido entregue ao cunhado de Alckmin, Adhemar Ribeiro e a denúncia de propinas também atinge os tucanos José Serra e Aloysio Nunes.
Quem informa é Mario Cesar Carvalho. "A CCR, maior concessionária de estradas do país e quinta do mundo, deu cerca de R$ 5 milhões para o caixa dois da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) em 2010, segundo relatos feitos por representantes da empresa ao Ministério Público de São Paulo. O dinheiro teria sido entregue ao cunhado de Alckmin, o empresário Adhemar Ribeiro, segundo a narrativa feita à Promotoria, e não consta da prestação de contas. É a segunda vez que o cunhado é associado a arrecadações ilegais de campanha. A Odebrecht relatou em acordo de delação ter entregue R$ 10,7 milhões a ele, também na campanha de 2010", diz ele.