Últimas notícias

Juninho Pernambucano deixa emissora após declaração polêmica sobre jornalistas

Juninho Pernambucano deixa emissora após declaração polêmica sobre jornalistas
Juninho Pernambucano não faz mais parte do quadro de funcionários da Globo. O ex-jogador deixou a emissora após a polêmica envolvendo uma declaração feita durante participação no “Seleção SporTV”, quando atacou os jornalistas responsáveis por cobrir o dia-a-dia dos clubes de futebol.
Juninho procurou a emissora, disse que não sentia clima para seguir após o ocorrido e teve o pedido aceito pelo canal. O Uol Esporte verificou a informação com cinco profissionais da diretoria da Globo, que confirmaram a saída de Juninho e afirmaram que os funcionários também foram avisados da movimentação. Havia dentro do canal um clima de insatisfação com a postura do ex-jogador.
Em sua fala, Juninho criticou os jornalistas que cobrem clubes, o que inclui também os profissionais que trabalham na Globo. A reportagem consultou a assessoria de imprensa da emissora, que preferiu não se pronunciar. A assessoria de Juninho também foi contatada, mas afirmou que não incomodaria o ex-jogador, que se encontra nos Estados Unidos para a formatura da filha.
Entenda o caso
No dia 27 de abril, Juninho comentava os ataques da torcida do Flamengo ao clube quando citou a imprensa. “Matéria no sábado, o cara do Uol escreveu que os jogadores exigiram a troca de ônibus do Flamengo porque quicava. Mentira. Exige a troca porque ninguém quer sair com a bandeira do clube. Você é louco de sair com a bandeira e correr o risco de levar uma pedrada? Aí o cara irresponsavelmente, porque tem relação com o dirigente, setorista, vai e põe uma pilha dessa; Quem vê quer matar, Rizek. Os setoristas são muito piores hoje em dia. Eu sei que ganham mal, mas cada um tem o caráter que tem”.
A declaração fez com que o SporTV emitisse uma nota oficial, lida por André Rizek durante o programa ao vivo. No texto, o canal dizia respeitar as opiniões de seus comentaristas, mas deixava claro que não refletia necessariamente as posições das emissoras.
“O SporTV não concorda com a opinião e nem com a generalização. Há bons e maus profissionais. Temos mais de 30 setoristas trabalhando no grupo Globo e a eles toda a solidariedade”, dizia parte da nota.
A Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro também se posicionou contra a declaração de Juninho. Em nota, a entidade disse que “se Juninho tem alguma acusação a fazer, que cite nomes, apresente provas e responda por isso – sem generalizar toda a classe”.
Nesta segunda-feira (7/5), Juninho voltou a criticar os setoristas em uma resposta a um seguidor no Twitter. Falando sobre a situação de Alexandre Campello, presidente do Vasco, o ex-jogador escreveu: “É o prato da semana: cabeça de Campelo ao molho jabá, servido na bandeja, pelos chefs da cozinha setoriquista. Carta marcada no baralho vascaíno…”.
Juninho Pernambucano exercia a função de comentarista na Globo desde abril de 2014.