Últimas notícias

Alagoinhas: Homem ‘pega’ 30 anos de prisão por matar ex-amante grávida e enterrar corpo em casa

Homem é condenado em 30 anos de prisão por matar ex-amante grávida e enterrar corpo no quintal de casa
Vinícius dos Reis Pereira foi condenado a 30 anos de prisão pelo assassinato de Gisele Cordeiro Reis que ocorreu em 2012, na cidade de Alagoinhas. A decisão aconteceu na última quinta-feira (12/7) na própria cidade em que o crime foi cometido.
O acusado foi responsável por asfixiar, até a morte, Gisele Cordeiro, na noite do dia 23 de maio de 2012, em uma das suítes de um motel localizado às margens da BR-101, em Alagoinhas. O corpo da vítima, que estava grávida, foi ocultado por Vinícius no dia seguinte em uma cova rasa nos fundos da casa dele.
Noivo de outra mulher na época, Vinícius foi acusado de ter matado a amante porque ela não quis interromper a gravidez. Gisele foi atraída por ele para um motel e assassinada por asfixia. Ele foi culpado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e por tentativa de aborto por meio de coação, crime depois consumado no momento em que a matou.
O MP argumentou que o crime foi premeditado. Vinícius Pereira teria tentado promover o aborto durante três meses, inclusive com uso de coação à vítima para ela tomar substâncias abortivas, e executado os crimes com “frieza e meticulosidade”, pois “pensou em todos os pormenores para viabilizar a execução e tentar garantir sua impunidade”.
Na sentença, o juiz afirmou que “não há qualquer comprovação de que estaria diminuída a sua consciência pelos atos praticados” e que o condenado mostrou “inclinação pela dissimulação e premeditação”.