Últimas notícias

Ex-chefe do tráfico no Rio atuava como advogado na Bahia com nome falso

Escondido em Salvador por 10 anos após fugir da cadeia, o ex-chefe do tráfico de drogas do Morro da Serrinha, em Madureira, no Rio de Janeiro, foi preso por agentes da Polinter, na capital baiana. Anderson Luiz Moreira da Costa que utilizava o nome falso de Adson Moreira de Menezes foi aprovado na prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e atuava como advogado. Além disso, o criminoso era dono de três estabelecimentos comerciais: um restaurante, uma loja de instrumentos musicais e outra de peças de motos.
Em entrevista ao RJ2, da TV Globo, a delegada responsável pelo caso, Raíssa Celles, afirmou que “além de tráfico de drogas, ele também tem passagem por latrocínio e por porte de armas. Aí, denota-se que era uma pessoa violenta”. A titular da 77ª DP revelou ainda que o falso Adson chegou a ser aprovado num concurso público como estagiário de uma penitenciária baiana. Em 2019, o homem terminaria uma pós-graduação em Ciências Criminais, e pretendia dar aulas em universidades. (Informe Baiano)