Últimas notícias

Homem dá 11 facadas na ex e chora ao saber que ela morreu

Um homem foi preso suspeito de dar ao menos 11 facadas na ex-companheira em Itanhaém, no litoral paulista. Claudionor Clemente da Silva, de 45 anos, chorou ao descobrir que Andreia da Silva, de 35, não havia resistido ao ataque. A informação foi fornecida pela polícia nesta sexta-feira (31).
De acordo com o G1, o assassinado ocorreu no apartamento da irmã da vítima. Vizinhos ouviram uma discussão, que terminou no corredor do prédio.
Em depoimento, o homem disse que estava separado há algum tempo da vítima. Ele teria ido ao local para conversar com ela. Lá, a ex notou que Clemente estava embriagado e pediu que ele deixasse o local.
Aos policiais, o suspeito disse que pegou a faca em cima da pia da cozinha e partiu para cima da ex. Ela tentou fugir, indo para o corredor do prédio, mas foi alcançada por Clemente. Ele deu ao menos 11 facadas na ex-companheira.
A vítima chegou a ser socorrida e levada ao Hospital Regional de Itanhaém. No entanto, ela não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.
O homem tentou se esconder em uma área de manguezal no bairro Ivoty, mas foi encontrado por equipes do 29º Batalhão da Polícia Militar. O suspeito acabou se entregando.
“Ele confessou que deu diversas facadas na vítima, mas achou que tinha apenas a machucado. Quando soube da morte, chorou. Depois, contou a história da carona. Mas, acreditamos que alguém o conhecia, já que ele entrou no carro sangrando”, revelou o delegado Jaime Marcelo da Fonte.
Ele foi preso e levado para a Cadeia Pública de Peruíbe. Ele vai responder pelo crime de homicídio qualificado.