Últimas notícias

MORO DESCUMPRIU TRF-4 E ACORDO DA PF PARA LIBERAR DELAÇÃO DE PALOCCI




A quebra do sigilo de parte da delação do ex-ministro Antonio Palocci pelo juiz Sérgio Moro, a seis dias do primeiro turno das eleições, contrariou todas as determinações do TRF-4 na homologação da delação, em junho deste ano, e também todas as regras acertadas no Termo do Acordo assinado pela Polícia Federal; como mostra a jornalista Patrícia Faerman, as acusações tornadas públicas agora por Moro não têm relação direta com a ação penal tratada, das propriedades do Instituto Lula e de São Bernado; "Portanto, também precisariam ser mantidas em sigilo porque, na tese da PF, poderiam prejudicar outros inquéritos que tivessem como base aquelas acusações"