Últimas notícias

Após deixar o cargo da presidência, Temer pretende voltar a advogar e escrever livros

A partir de 1º de janeiro de 2019, Jair Bolsonaro (PSL) assume a presidência do país, e o atual presidente, Michel Temer (MDB) deixará o cargo. De acordo com a Folha de São Paulo, após deixar o Palácio do Planalto, o emedebista pretende voltar a advogar, e escrever livros.
Segundo o jornal, Temer não pretende deixar o Brasil, e deve voltar para a capital paulista, onde possui um escritório de advocacia. Além disso, o atual presidente também quer evitar especulações de que tenha a intenção de evitar a Justiça.
De acordo com o advogado José Yunes, amigo do presidente, em declaração para a Folha, a intenção dele é se dedicar a escrita de livros, incluindo romances. Ele também deve ganhar um documentário sobre os dois anos e meio de mandato.
Por enquanto, Temer também não pretende disputar nenhum cargo político, nem reassumir a presidência do MDB, nem assumir cargos ministeriais.