Últimas notícias

Após deixar o Vitória, volante argentino relata atraso salarial; presidente do clube justifica

Oficializado como reforço do Belgrano, da Argentina, no último sábado (6), o volante Marcelo Meli utilizou sua conta oficial no Instagram para relatar um atraso salarial de quando atuava pelo Vitória – ele atuou pelo Rubro-negro até dezembro de 2018. A acusação foi feita em resposta a torcedores do clube baiano na rede social.
Meli foi elogiado por um torcedor do Leão, num de seus posts, após o anúncio de seu retorno ao futebol argentino. Em resposta, outro adepto rubro-negro criticou a opinião do colega. Então, o jogador resolveu se intrometer e revelou uma suposta dívida que o Vitória tem com ele. “Você deve saber que o Vitória não me paga há 3 meses, você fala muito sem saber”, disparou.
De acordo com o presidente rubro-negro, Ricardo David, em contato com o site Arena Rubro-Negra, o atraso se deve a um acordo feito entre o agente do atleta, o Vitória e o Racing, clube o qual Meli pertence. “Foi o acordo de rescisão. E, para fechar esse acordo, o empresário dele condicionou que ele já estivesse em outro clube. Ele conseguiu e o acordo ficou firmado. Então já estamos aguardando toda a documentação do Racing e estamos enviando outras para efetuar o pagamento do acordo. Não há atraso e sim esse acordo com o Racing e o seu empresário”, explicou.
Contratado com pompa pelo clube baiano, Meli nunca se firmou. Foram apenas nove jogos com a camisa rubro-negra, sem nenhum gol marcado. Com esse retrospecto, o empréstimo, efetuado pelo Racing, foi repassado para o Belgrano. Ele também acumula passagens por Colón, Sporting (Portugal) e Boca Juniors.