Últimas notícias

Bebê atropelada em Salvador foi ‘jogada’ no capô de carro, relata família; criança morreu

-criança
A bebê de 1 ano e 4 meses que foi atropelada por um carro, no bairro de Tancredo Neves, em Salvador, no dia 24 de março, não resistiu aos ferimentos e morreu na quinta-feira (25), no Hospital Geral do Estado (HGE), unidade de saúde onde estava internada desde o dia do acidente.
Nesta segunda-feira (1º), familiares da menina fizeram um protesto, no bairro onde ela foi atropelada, para pedir justiça. Com cartazes e fotos de Nayube, amigos e pessoas da família fizeram uma caminhada da Rua Direta do bairro de Tancredo Neves, onde ocorreu o atropelo, até a 11ª delegacia, que apura o caso.
A família da vítima diz que o motorista do veículo fugiu sem prestar socorro para a pequena Nayube Luz. Segundo a polícia, o motorista do carro esteve na Transalvador e registrou a ocorrência.
No órgão de trânsito, o condutor do carro envolvido no acidente disse que estava dirigindo na velocidade exigida na via, mas foi surpreendido por um homem que teria saído correndo de um beco para o meio da rua com a criança no colo. Na Rua Direta, próximo ao local do atropelo, uma placa sinaliza a velocidade de 30km/h, no trecho.
Ainda conforme a polícia, o homem disse que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer as vítimas, mas que foi hostilizado pelas testemunhas e, por isso, deixou o local do acidente.
A família de Nayube nega a versão do motorista do veículo. Uma tia da criança relatou que a um amigo da família atravessava a rua com a menina no colo quando um carro, em alta velocidade, passou pelo local e atropelou os dois.
Ainda de acordo com familiares, com o impacto da batida, Nayube foi arremessada do colo do rapaz e parou no capô do carro conduzido pelo motorista que atropelou as duas vítimas. Testemunhas disseram que o motorista ainda percorreu um trecho da rua com a criança em cima do veículo, na tentativa de fugir do local.
Após o atropelo, a criança foi socorrida para o HGE, mas teve morte cerebral atestada na última quinta-feira. Já o rapaz que levava a menina no colo, teve fraturas e outros ferimentos. Ele foi socorrido e levado para um hospital, e, foi socorrido, mas já passa bem. (Informações G1)