Últimas notícias

Após prejuízo, Globo corta quase R$ 1 milhão do salário de Galvão Bueno


Após prejuízo de meio bilhão em 2018, a Rede Globo resolveu romper contratos e reduzir salários dos profissionais mais antigos da casa. Entre os nomes prejudicados pelo arrocho salarial está Galvão Bueno. O famoso narrador, que recebia quase R$ 2 milhões, renegociou seu vencimento para R$ 1 milhão por mês.

Em contrapartida, o global, que teve contrato renovado por mais quatro anos, foi liberado para participar de campanhas publicitárias. De acordo com colunista Mônica Bergamo, o global já negocia com uma montadora para a nova temporada do quadro “Na Estrada com Galvão”, veiculado no Esporte Espetacular.

Galvão, de 68 anos, está na Rede Globo desde 1981, quando foi contratado para trabalhar no Campeonato Brasileiro daquele ano e Copa do Mundo de 1982.

Os Correios novamente foram afetados pela crise econômica que atinge o país. Na última segunda-feira (20), foi anunciado o fechamento de mais 161 agências até o dia 5 de julho. De acordo com nota, trata-se de uma “readequação da rede de atendimento e da força de trabalho”.

Segundo os dados divulgados, o Rio de Janeiro será o principal afetado pelo corte, com 24 agências fechadas somente na capital fluminense. São Paulo aparece logo em seguida com 26 unidades, sendo 14 na capital.

Em nota, a empresa estatal afirma que “o atendimento será absorvido por outras agências próximas, sem prejuízo da continuidade e da oferta de serviços e produtos”.

Os empregados das agências serão transferidos para unidades localizadas em outros municípios. Caso não aceitem, podem optar pelo reenquadramento de atividade ou aderir o Plano de Desligamento Voluntário (PDV).