Últimas notícias

Vídeo: Modelo diz que estupro ocorreu após Neymar se negar a usar preservativo: “Fiquei em estado de choque”

A modelo e estudante de design de interiores, Najila Trindade, de 26 anos, que acusou o jogador Neymar de estupro, falou em público pela primeira vez, nesta quarta-feira (05), em entrevista ao repórter Roberto Cabrini, do SBT.
Durante a entrevista, Najila contou que o suposto estupro ocorreu após o jogador afirmar que não tinha levado preservativo.
“Meu intuito era ter uma relação sexual com ele. Era um desejo meu. Ele pagou passagem e hotel. Quando eu cheguei lá ele estava agressivo, totalmente diferente do cara que eu conheci nas mensagens. Como eu tinha muita vontade de ficar com ele, eu falei ‘vou tentar”. Até aí foi tudo consensual, só que depois ele começou a me bater e me machucar muito. Eu falei: ‘Para, está doendo’. Ela falou: “Desculpa, linda”. Eu falei: ‘Você trouxe preservativo? Eu não tenho’. Ele falou: ‘Não’. Eu disse: ‘Então não vai acontecer nada além disso, porque não podemos’. Ele não respondeu nada. Ele continuou, me virou e cometeu o ato. Eu pedi para ele parar. Enquanto ele cometia o ato ele continuava a bater na minha bunda violentamente”, descreveu.
“A partir do momento que ele em segurou violentamente me batendo ele estava me obrigando a ficar ali naquele lugar, sem o uso de preservativo”, continuou. “Quando eu sai da cama, me levante e fui para o banheiro. Não acreditei. Foi tipo uma decepção, fiquei estarrecida. Não consegui falar nada com ele. Fiquei em estado de choque”, lembrou.
“Quando ele saiu do quarto eu comecei a entender o que tinha acontecido comigo, como ele foi estupido, como ele foi ruim, como ele me violou. Eu quis fazer justiça. Não acho que só porque eu estava a fim de ficar com ele, ele poderia fazer aquilo comigo”, desabafou.
Veja entrevista completa: