Últimas notícias

Roger comemora empate e lamenta a não revisão do possível pênalti para o Bahia no VAR

[Roger comemora empate e lamenta a não revisão do possível pênalti para o Bahia no VAR]

O técnico Roger Machado se mostrou satisfeito com o empate conquistado pelo Bahia diante do Grêmio, fora de casa. Após a partida, o treinador elogiou a atuação do Tricolor.

"Uma decisão de dois tempos, de 180 minutos. Iniciamos bem. Empatar fora, contra o Grêmio, nunca é fácil. Vencê-los aqui é bastante difícil. Fizemos um jogo equilibrado. Fizemos um segundo tempo que, talvez, nos permitisse um resultado melhor. Seguimos motivados e confiantes após esse empate", disse.

O comandante revelou que não se surpreendeu com escolha de Renato Gaúcho, por André, após ter treinado com Luan como falso nove. "Já conheço o Renato. Todo mundo sabe o apreço que tenho por ele. Trabalhei com ele como jogador e como auxiliar. Não foi surpresa. Projetamos vários cenários e um deles foi esse que entrou em campo".

O comandante também comentou as estreias de Juninho e Guerra e enalteceu os reforços. "O Juninho é um jogador rápido. Ao lado do Lucas, fez uma boa dupla de zaga. Jogador de imponência na bola aérea. Bela estreia. Guerra é um jogador técnico. O objetivo era que ele tocasse a bola, mas ficasse com ela um pouco e fez bem. Os dois foram muito bem".

Por fim, Roger falou sobre o possível pênalti para o Bahia, quando a bola bateu na mão do lateral Cortez, na área, e reclamou da não revisão do lance no vídeo pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique. "O VAR veio para ficar. É um tecnologia que veio para no ajudar. Mas, se não tiver treinamento para qualquer indivíduo manipular a máquina, ela vai mais atrapalhar do que ajudar. Vi o lance no vestiário. No mínimo, o árbitro tem que olhar. De um modo geral, arbitragem foi bem conduzida, pois é um árbitro experiente. Mas, não pode abrir mão da tecnologia".