Últimas notícias

"Me chamaram de cachorra", diz mulher vacinada no lugar de cachorro por engano

Medina
Uma mulher tomou uma vacina antirrábica destinada a cães, por engano, em Natal, no Rio Grande do Norte. Jacinta Fidelis solicitou a visita de um agente de endemias à sua casa para aplicar a dose em seus dois cachorros, porém, quando segurava um deles, a Morena, sentiu a picada da agulha em sua perna.
De acordo com o Primeiro Impacto, do SBT, Os agentes apenas orientaram a dona de casa a lavar o local da vacina com água e sabão o local para desinfetar. "Me chamaram de cachorra, porque eu tomei a vacina e me mandaram lavar com água e sabão, que não ia fazer mal".
A dose causou mal-estar em Jacinta e, por dois, dias a mulher sentiu fortes dores. Foi levada ao hospital, onde recebeu soro fisiológico e anti-alérgicos. "Ainda sinto dores no pé da barriga, onde a agulha bateu", reclama. 
Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal informou que os profissionais de Controle de Zoonoses e o Departamento de Vigilância em Saúde foram até a casa da mulher novamente para avaliar o ocorrido e disseram que a vacina animal é a mesma vacina humana contra raiva. 
Nesta segunda visita, os dois animais receberam as doses da vacina antirrábica, mas Jacinta, dessa vez, não quis segurar os cachorros para ajudá-los. "Se quiser podem vacinar lá no quintal, mas eu não vou segurar para ajudar vocês a vacinar", disse ela.