Últimas notícias

Vídeos: Ônibus de banda de forró e concessionária são incendiados no Ceará

O Ceará voltou a ser alvo de ataques criminosos oito meses depois da onda que resultou em mais de 280 ações e que fez agentes da Força Nacional de Segurança serem deslocados para o estado.
Desde a noite de sexta-feira (20), ao menos 30 ataques foram cometidos novamente contra ônibus, carros em concessionárias, caminhões, prédios públicos e privados e torre de telefonia. Eles ocorreram na capital, na região metropolitana e no interior. Até o momento dez pessoas foram detidas sob suspeita de participação nos atos.
O mais recente ocorreu na manhã desta terça (24). Uma concessionária da Renault teve carros incendiados em área nobre de Fortaleza –ao menos 16 veículos acabaram atingidos. O ônibus da banda Forró Balancear também foi atacada, próximo a ponte da Barra do Ceará. O alvo é diferente do das ações de janeiro, que se concentraram, na maioria, no interior e em regiões periféricas da capital.
Pelo menos dez ônibus e micro-ônibus já foram incendiados em todo o estado desde sexta (20). Devido aos ataques, um quarto da frota dos coletivos ficou nas garagens nesta terça (24), e parte da que está em circulação, em linhas consideradas mais perigosas, está sendo escoltada por policiais.
Pela manhã, havia filas e espera em todos os terminais da capital cearense. Alguns ônibus encostavam vazios, mas precisavam aguardar a chegada de carro de polícia para fazer a escolta. Outros ônibus chegavam ao terminal e aos pontos cheios e não paravam para o embarque de novos passageiros.
A Secretaria de Segurança e Defesa Social solicitou que policiais militares de férias ou de folga se apresentem para ajudar no patrulhamento das ruas. São alvos de ataques também caminhões de lixo e carros de concessionárias de energia e água e esgoto.