Últimas notícias

Bahia vira porta de entrada para contrabando de cigarros no Norte e Nordeste, diz jornal

 


A Bahia virou porta de entrada para contrabando de cigarros no Norte e Nordeste, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgadas pelo jornal Correio nesta segunda-feira.

Feira de Santana, Barreiras e Vitória da Conquista se tornaram o principal ponto de atenção devido às rodovias que as rodeiam, estratégicas para a logística de transporte do crime: BR-110, BR-116 e BR-135.

Atualmente, 57% dos cigarros consumidos no Brasil são ilegais. Na Bahia, os contrabandeados são 40% de todos os cigarros que circulam no estado, segundo calcula a industria.

Cigarros contrabandeados custam metade do preço dos originais, principalmente por causa da falta de tributos, e por isso atraem as atenções dos consumidores.

Segundo a PRF, na Bahia, até 15 de outubro, os agentes apreenderam 2,57 milhões de maços de cigarros.

Os transportadores foram inteceptados em Vitória da Conquista, na BR-116 (1,05 milhão de maços), Feira de Santana, também na BR-116 (882 mil), Ribeira do Pombal, na BR-110 (300 mil), Guanambi, na BR-030 (325 mil) e Jequié, na BR-116 (5 mil).