Explosivista' morto durante troca de tiros com a polícia atuou em pelo menos cinco ataques a bancos em Salvador - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Explosivista' morto durante troca de tiros com a polícia atuou em pelo menos cinco ataques a bancos em Salvador



 O diretor de Repressão e Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil, delegado José Bezerra, disse que as investigações apontam a participação de Marcos André em roubos às agências do Banco do Brasil, em Porto Seco Pirajá, e da Caixa Econômica Federal, no Largo do Tanque e Itapuã, além de terminais de autoatendimento em estabelecimentos comerciais nos bairros de Mussurunga e Boa Vista do LobatoPolícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de roubos a bancos

O diretor de Repressão e Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil, delegado José Bezerra, disse que as investigações apontam a participação de Marcos André em roubos às agências do Banco do Brasil, em Porto Seco Pirajá, e da Caixa Econômica Federal, no Largo do Tanque e Itapuã, além de terminais de autoatendimento em estabelecimentos comerciais nos bairros de Mussurunga e Boa Vista do Lobato.

A participação dele em outros casos semelhantes no estado não está descartada. Segundo a polícia, Marcos André era o principal alvo desta fase da Operação Aerárium e foi encontrado em Campinas de Pirajá, na capital, por equipes que tentaram cumprir determinação judicial de prisão. Marcos reagiu e disparou contra os policiais. Houve revide ele foi atingido. O suspeito chegou a ser socorrido ao Hospital do Subúrbio, mas não resistiu aos ferimentos.


A ação faz parte da operação denominada "Aerarium", que é o latim para erário, o tesouro do estado – uma referência para o dinheiro roubado dos bancos pelos suspeitos. Além do mandado de prisão contra Marcos André, foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão em Salvador, Simões Filho e Arembepe, na Região Metropolitana de Salvador.


A operação tem apoio das equipes dos Departamentos de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), de Inteligência Policial (DIP), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e da Coordenação de Operações Especiais (COE), além de guarnições da Polícia Militar.