Dois homicídios em menos de meia hora são registrados em Coité - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Dois homicídios em menos de meia hora são registrados em Coité

 

 Conceição do Coité teve um fim de manhã de quarta-feira, 06, sangrenta com dois homicídios em um espaço de tempo de aproximadamente meia hora. Segundo a PM a informação chegou no tempo de 10 minutos de um para o outro.

Restaurante pertence as irmãs da vítima | Foto: Raimundo Mascarenhas

O primeiro aconteceu por volta das 11h40 em um restaurante na Rua João Mateus de Souza, a principal do bairro Açudinho e teve como vítima Abílio Neto Alves lima, que faria 26 anos no próximo dia 12, quando encapuzados desceram de um carro demais dados ignorados e efetuaram vários disparos contra a vítima que morreu atrás do balcão.


A equipe de socorristas voluntários Águia Resgate foi solicitada e deslocou duas equipes para o local, mas ao chegar nada pôde fazer pela vítima, no entanto, prestou socorro ao pai que passou mal e precisou ser levado para o hospital.

Águia e Resgate foi solicitado e prestou apoio aos familiares, já que nada pôde fazer pela vítima

Duas guarnições da Polícia Militar cuja sede da 4ª CIA fica a cerca de 350 metros do local do crime, se deslocaram para registrar a ocorrência e minutos depois receberam a informação de outro homicídio no Conjunto Habitacional Mário da Caixa no Bairro Casas Populares.

Segunda vítima foi levada por um irmão, mas deu entrada sem os sinais vitais | Foto: Raimundo Mascarenhas

Uma das guarnições se deslocou para a segunda ocorrência, assim como também uma ambulância do Águia Resgate, porém não encontrou a vítima no local, pois, um irmão tinha socorrido para o Hospital Português – Unidade Regional de Coité, mas chegou sem vida. O homem disse que tinha chegado do trabalho para o almoço quando deparou com o irmão Flávio Silva Cedraz, 32 anos, na escada do sobrado onde morava.

A Polícia deve investigar se os crimes foram cometidos pelos mesmos autores.

Segundo a PM a primeira vítima tinha envolvimento com drogas e passagem pela Delegacia, moradores do bairro disseram que ‘ultimamente Coke estava mais sossegado’ e que inclusive ajudava as irmãs no restaurante, fazia Delyveri e vendia espetinhos. Sobre a segunda vítima não tivemos nenhuma informação. fonte  Calila