Últimas notícias

Venda de gasolina cai na Bahia após reajustes da Petrobras

Foto: Divulgação/ Petrobras
Foto: Divulgação/ Petrobras

A venda de gasolina pelas distribuidoras aos postos de gasolina baianos registrou queda entre os meses de junho – quando a Petrobras anunciou a nova política de ajustes de preços – e julho deste ano.
A diretoria da estatal anunciou a mudança no dia 30 de junho, sob alegação de que as revisões dos custos do diesel e da gasolina não eram, até então, “suficientes para acompanhar a volatilidade crescente” da taxa de câmbio e das cotações de petróleo e derivados.
Levantamento realizado pelo bahia.ba, por meio de dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), mostra que a comercialização de gasolina sofreu decréscimo de 196.082 m³ em junho para 184.354 m³ no mês seguinte – o que resulta em, aproximadamente, 6% de queda.
Em contrapartida, a venda de etanol hidratado (álcool), preferido dos motoristas quando é elevada a cobrança pela gasolina nas bombas, apresentou aumento. De junho a julho, a comercialização do composto cresceu de 18.442 m³ para 20.154 m³.
O presidente do Sindicato dos Combustíveis da Bahia (Sindicombustíveis), José Augusto Costa, não comentou a redução das vendas no estado.
Novo reajuste  
Os preços da gasolina e do diesel voltam a sofrer incremento neste sábado (23). Segundo anunciou a Petrobras, os valores dos combustíveis serão acrescidos em, respectivamente, 0,2% e 1,5%.