Últimas notícias

Cura gay ganha a tribuna e os corredores da Assembleia

Foto: Sandra Travassos/ AL-BA
Foto: Sandra Travassos/ AL-BA

A decisão do juiz da 14ª Vara de Justiça do Distrito Federal que chancela as chamadas terapias de reversão sexual, ou cura gay, como se diz no populacho, incendiou também os debates e piadinhas na Assembleia.
O deputado Heber Santana (PSC), que é evangélico, disse que “o direito ao tratamento é democrático”. Ontem, a deputada Fabíola Mansur (PSB) soltava piadas:
– Se ser gay é doença, então carimbe isso na lei e vamos reivindicar atestados médicos para antecipar aposentadorias.
O xis da questão
Diz Fabíola que desde 1990 o Conselho Nacional de Psicologia desqualificou a homossexualidade como doença “por absoluta falta de base científica”.
– A decisão é um retrocesso. E abre brecha. É um prato cheio para os fundamentalistas.