Últimas notícias

Após se entregar, Maluf diz ser vítima de ‘grande injustiça’

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) disse ser vítima de “uma grande injustiça”, segundo o Estadão. O parlamentar se entregou à Polícia Federal nesta quarta-feira (20), após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar o início da execução da sua pena.
De acordo com a publicação, a defesa do deputado vai protocolar um pedido de prisão domiciliar para ser analisado pelo juiz de execução penal, no Distrito Federal. Uma das alegações será a saúde do parlamentar, que fez radioterapia recentemente, já teve câncer de próstata e operou em 1997.
Em 2005, Maluf ficou detido por 41 dias em São Paulo, no início da investigação que levou à sua condenação e prisão atual.