Últimas notícias

Definido: José Ronaldo será candidato ao Governo pelo DEM

O prefeito de Feira renunciou neste sábado, 7. Antes havia uma expectativa de renuncia para concorrer ao Senado
Zé Ronaldo cumpre seu quarto mandato na prefeitura do segundo maior eleitorado da Bahia
O prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (DEM), anunciou oficialmente que será candidato ao Governo do Estado da Bahia nas eleições 2018. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa realizada na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) na manhã deste sábado (7) e contou com a presença de várias autoridades como vereadores, secretários, ex-prefeitos e deputados que acompanham o discurso do agora pré-candidato ao posto maior do executivo baiano.
Na tarde de ontem (6) já circulava na imprensa de Salvador a notícia sobre a saída de José Ronaldo da prefeitura de Feira para ser candidato ao governo do estado, após a desistência do prefeito de Salvador ACM Neto, que era postulante a disputar o cargo. Com a renúncia de Ronaldo, o vice-prefeito de Feira, Colbert Martins Filho, assume o comando da cidade.
O que seria uma coletiva terminou no pré-lançamento de campanha
Em discurso, José Ronaldo afirmou que assim como a decisão de ACM Neto foi difícil, a dele também foi. Ele citou as diversas conversas e reuniões para se chegar a uma definição e ressaltou que a decisão definitiva foi tomada nos últimos momentos.
Zé Ronaldo antes de governar Feira de Santana exerceu a função de deputado estadual e federal
“Esses últimos três dias foram extremamente tensos. Confesso que praticamente não dormir. Todo mundo sabe que sou um político, faço a vida pública com muito amor e respeito. Na hora que Neto não assumiu a candidatura por suas razões, eu passei a ficar esses três dias numa reflexão. Todos sabem que eu estava trabalhando numa hipótese de ser candidato ao senado, então para essa mudança, eu tive que analisar muito”, afirmou.
Segundo Ronaldo o maior desafio dessa candidatura será visitar os 417 municípios do estado da Bahia. Ele disse que vai trabalhar com muita luta e verdade para tentar alcançar esse objetivo e garantir a vitória nas eleições.
“O desafio é ir ao encontro das pessoas. Meu sonho seria visitar todos os municípios baianos. Vou trabalhar com a verdade, como sempre fiz na minha vida. Nada a mais e nada a menos que a verdade a frente de tudo. Toda eleição é um desafio, a vida é um desafio, então temos que ir ao encontro deles, de cabeça erguida e vencê-los. Vou apresentar isso aos baianos para que juguem”, disse.
O prefeito de Salvador, ACM Neto, presente no evento, destacou que José Ronaldo está preparado para essa candidatura e para assumir o governo da Bahia. Ele falou sobre a trajetória política do gestor feirense e disse que Ronaldo pode sair da prefeitura de Feira com a sensação de dever cumprido.
Ato contou com a presença de ACM Neto, seu vice-Bruno Reis e o ex-governador Paulo Souto
“Eu disse: ‘Zé, agora é sua hora, você se preparou para isso’. Um homem cuja trajetória política é irretocável, ninguém pode falar nada sobre ele. A biografia dele é de um homem honesto. A Bahia precisa de um governador que fale menos e faça mais, que faça menos propaganda e trabalhe mais, que tenha pulso para resolver o problema do crescimento da violência e da criminalidade, que faça pela capital, mas também pelo interior. Ronaldo teve a oportunidade de cumprir quatro mandatos como prefeito de Feira e não tem mais nada a provar a população. Todos os serviços e ações ele já realizou e pode deixar a prefeitura com o sentimento de dever cumprindo. Essa ainda não é a mesma situação que a minha, que estou no meu segundo mandato”, afirmou em discurso.
Neto aproveitou a oportunidade para justificar mais vez a decisão de permanecer a frente da prefeitura de Salvador, abrindo mão de ser candidato ao governo da Bahia, cargo que ele diz ter muita vontade de assumir futuramente.
“Hoje talvez eu tenha a oportunidade, através de Feira de Santana, para conversar com todos os municípios baianos. Há alguns meses esse grupo político vivia um momento de reflexão para definir o melhor projeto para 2018. Sempre sentir muito honrado, pois o meu nome era apontado em conversas do nosso grupo como preparado para disputar o governo. Pensei muito sobre essa possibilidade, mas conversei com Deus e ouvi meu coração para entender que esse ainda não era o meu momento. O meu dever principal em 2018 é continuar o trabalho em Salvador”, destacou.