Últimas notícias

Envolvido na morte de idoso no Uruguai deixa prisão nesta quinta-feira, mas é preso após cometer novos crimes

[Envolvido na morte de idoso no Uruguai deixa prisão nesta quinta-feira, mas é preso após cometer novos crimes]

João Batista Neto, acusado de matar o comerciante João Batista da Silva, dono de uma padaria no Jardim Cruzeiro, em Salvador, em novembro de 2017, foi preso novamente na tarde desta quinta-feira (19). Ele deixou o presídio na manhã de hoje, mas voltou a cometer novos crimes nesta tarde, sendo preso mais uma vez. 
Os militares faziam rondas no bairro de Coutos quando o Centro Integrado de Comunicações (Cicom) repassou uma denúncia, que chegou via 190, sobre a presença de um grupo armado, naquela localidade. Incursões foram realizadas e, na Rua Ligia Bonfim, Antônio e mais quatro comparsas identificados como Alexandre dos Santos Vilas Boas, Douglas Rafael Marques Pereira, Ana Paula Sousa Silva e Luana Rosa dos Santos foram interceptados.
A polícia encontrou o grupo 467 g de maconha, 87 balinhas de maconha, 35 cartuchos calibre 38, um cartucho calibre 40, 7 cartuchos calibre 9mm, 2 celulares, uma balança de precisão e uma metralhadora calibre 9mm de fabricação artesanal.
"Flagrante de grande importância, pois este grupo criminoso trafica e comete outros crimes na região. Esperamos que eles fiquem por mais tempo afastados das ruas", declarou o comandante da 18 CIPM, major Roberto Araújo.
Todos foram presos em flagrante e conduzidos ao Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa.