Últimas notícias

Após supostamente serem importunadas, jovens são suspeitas de assassinar alcoólatra no município de Muritiba

Após supostamente serem importunadas, jovens são suspeitas de assassinar alcoólatra no município de Muritiba
Vítima do homicídio na foto acima
Segundo informações obtidas com exclusividade pelo Voz da Bahia, três jovens moradoras do bairro Padre Piazza em Muritiba estão sendo acusadas de assassinar a pedradas um alcoólatra identificado com prenome de Jack. Ainda conforme relatos, as suspeitas passavam pela Avenida Rui Barbosa quando segundo elas, foram assediadas pela vítima, momento em que uma das jovens arremessou uma pedra que atingiu a cabeça do homem que ao cair bateu o crânio no chão. Jack chegou a ser socorrido para um hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e acabou vindo a óbito. O fato aconteceu na quinta-feira (09) e a vítima morreu na sexta-feira (10). A Polícia Civil tenta identificar a autora do arremesso da pedra contra a vítima, ou se culpa o trio de garotas, agora, todavia, se por acaso a ação foi em conjunto.  
O Voz da Bahia ouviu um especialista em Segurança Pública afim de opinar sobre o caso: Para o mesmo a importunação ofensiva ao pudor se difere bastante do estupro, nela a pessoa não é constrangida mediante violência ou grave ameaça a se submeter à prática do autor. A reação da menina (as) seria totalmente isenta de responsabilização penal se ela tivesse sendo vítima de estupro. Poderia reagir de maneira contundente. A possível autora (s) deve responder por lesão corporal com resultado morte ou responder por homicídio doloso inclusive (dolo eventual). Foi importunação ofensiva ao pudor (é o que tudo indica). Afirma o especialista em Direito Penal ao Voz da Bahia.
Reportagem: Voz da Bahia - Fábio Santos