Últimas notícias

Moro determina que PF providencie escolta para depoimento de Lula

Moro determina que PF providencie escolta para depoimento de Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve deixar a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba pela primeira vez desde que foi preso no dia 11 de setembro, quando será interrogado pelo Juiz Sergio Moro no processo sobre o sítio de Atibaia. O magistrado pediu à PF que providencie a escolta do petista para a sede da Justiça Federal, também na capital paranaense.

Lula está preso em Curitiba desde o dia 7 de abril para cumprir uma pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Se a Justiça não conceder liberdade ao ex-presidente até setembro, este será o primeiro dia que ele deixa a cadeia desde que foi preso.
Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira OAS, e Agenor Franklin de Magalhães Medeiros, ex-diretor da empresa, que também são réus no processo da Lava Jato sobre o sítio de Atibaia devem ser escoltados na mesma data, segundo o UOL.
A defesa do petista ainda não informou se vai pedir que a audiência seja feita por meio de videoconferência, como aconteceu no processo da Operação Zelotes.
A ação do sítio de Atibaia investiga se Lula recebeu cerca de R$ 1 milhão das empresas Odebrecht, OAS e Schahin por meio de obras feitas na propriedade que ele e a família frequentavam. A denúncia diz que o sítio pertence ao ex-presidente, apesar de estar registrado em nome de outra pessoa. A defesa nega.