Últimas notícias

SAIU O RESULTADO DO DNA DE DAIANE, A FILHA ERA DE ADILSON PRADO




homem suspeito de assassinar a própria esposa antes dela dar à luz, em Serrinha, a cerca de 170 Km de Salvador, disse em depoimento que a mulher não percebeu que ia ser morta.
 A informação foi revelada ao G1 nesta quarta-feira (20), pelo delegado Hildebrando Silva, coordenador de polícia em exercício na região. Daiane Reis Mota, de 25 anos, foi morta com um tiro na nuca. O corpo dela foi encontrado domingo (17), e o parto estava marcado para a segunda-feira (18).

"Ele disse que ela não viu que ele ia matar ela. E mesmo que visse, se ela gritasse, é um lugar aberto, de mato, ninguém ia ouvir. Diante desses indícios, e outros, acredito que o crime tenha sido premeditado. Ele disse que ao ver a mulher no chão, chegou a apontar a arma para a cabeça dele e não teve coragem de atirar, mas ele teve coragem de matar uma mulher grávida que esperava a filha dele", disse.
Adilson Prado Lima Júnior, de 25 anos, confessou o crime e disse que matou a jovem após encontrar mensagens no WhatsApp dela. Conforme disse Hildebrando, Adilson não apresentou à polícia as mensagens que disse ter visto no celular da mulher. O bebê que ela esperava não sobreviveu.