Últimas notícias

Brasil não será um porto seguro para criminosos”, diz Moro em posse. Leia a íntegra do discurso

Em seu primeiro discurso após assumir o cargo, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, defendeu nesta quarta-feira (2) o endurecimento da legislação contra a corrupção e o crime organizado e a execução imediata das penas determinadas em segunda instância. Após receber simbolicamente o cargo das mãos dos ex-ministros Torquato Jardim (Justiça) e Raul Jungmann (Segurança Pública), Moro prometeu encaminhar ao Congresso um projeto de lei anticrime com essas medidas assim que começar a nova legislatura, em fevereiro.
O ministro disse que não vai propor apenas a elevação das penas, pois considera essa estratégica ineficaz, mas enfrentar os “pontos de estrangulamento” da legislação penal e processual penal. “Propostas simples, mas eficazes, como, entre outros, a previsão de operações policiais disfarçadas para combater o crime, proibição de progressão de regime para membros de organizações criminosas armadas, e o plea bargain para que a Justiça possa resolver rapidamente casos criminais nos quais haja confissão”, apontou