Últimas notícias

Bloco do PSL domina comissões e isola esquerda na Câmara

[Bloco do PSL domina comissões e isola esquerda na Câmara]
O bloco parlamentar que inclui o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, conseguiu isolar os partidos de esquerda e vai comandar 15 das 25 comissões temáticas da Câmara, incluindo as importantes comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Finanças. A manobra, articulada pelo presidente reeleito da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda empurrou o PT para comissões secundárias. O partido também deixará de ter a liderança das oposições. As informações são do Estadão.
As comissões temáticas são fundamentais para o processo parlamentar porque todos os projetos de lei e emendas constitucionais são submetidas, primeiro, ao crivo desses colegiados. Pela CCJ, passam todas as propostas. Cabe ao presidente das comissões definir as pautas de votação, garantir o cronograma e o ritmo dos trabalhos e designar os relatores de cada proposta. Por isso, partidos e parlamentares costumam disputar a função. As comissões têm poder, também, para convocar eventualmente ministros e autoridades a prestar esclarecimentos sobre um determinado assunto e, não raro, usam esse poder para pressionar o governo. 
Em outra manobra para isolar o PT, Maia assinou uma resolução sobre fusão de partidos. Ele permitiu a cinco legendas que não atingiram a cláusula de barreira (exigência de número mínimo de votos) a união em um bloco. Esse grupo, formado por outros partidos de oposição ao governo Bolsonaro, ficou maior que o do PT, com 105 deputados. A situação faz com que o PT corra risco de ficar sem a liderança da Minoria ou da Oposição. Os petistas recorreram da medida.