Últimas notícias

Igor Kannário cobra investigação rigorosa do assassinato de grafiteiro: “Não pode ficar assim”


O deputado federal Igor Kannario (DEM) cobrou nesta terça-feira (18) uma investigação rigorosa da polícia sobre a morte do grafiteiro Scank, assassinado na última quinta-feira (13) no bairro do Imbuí. Jailson Galdino Souza dos Santos, conhecido como Scank, foi espancado e morto com um tiro pelas costas enquanto trabalhava com um amigo na avenida Jorge Amado, próximo à entrada do Bate Facho.

“Scank era um jovem de 27 anos que tinha muita vida pela frente. Era uma referência, um artista único, brilhante e muito talentoso. Scank ia apenas fazer a sua arte quando cinco homens covardemente o abordaram e começaram a espancar a ele e ao amigo. Isso não pode ficar assim. A polícia deve ter uma atenção maior a esse caso e fazer justiça. Esse crime contra Scank é, também, um grave ataque contra a arte de rua”, afirmou o parlamentar.

Scank integrou a lista de artistas que participaram da CowParade, uma exposição de arte pública internacional que ocorreu em Salvador no último ano, além de ter pintado uma vaca que hoje está exposta no Centro de Treinamento do Bahia, na cidade de Dias D’Ávila.