Últimas notícias

Prefeitura de Serrinha promove novo treinamento em COVID-19 para profissionais de saúde

Foto: ASCOM

A Prefeitura Municipal de Serrinha, através da Secretaria de Saúde, promoveu no último sábado, 16.05, mais uma etapa do treinamento para profissionais da saúde, voltado especificamente para pacientes confirmados para COVID-19. Desta vez o tema foi “Distúrbios Respiratórios”, com simulação realística na intubação orotraqueal. A capacitação aconteceu no auditório da Prefeitura Municipal, com o fisioterapeuta Ícaro Montenegro Marques.

O curso tratou de intervenção não invasiva e invasiva e cuidados no cenário da IOT (Intubação Orotraqueal). Essa Capacitação tem a função de orientar os profissionais de saúde quanto a importância da identificação precoce de determinados sintomas para o tratamento e melhora do paciente. "Realizamos nesse fim de semana uma capacitação em UTI, oferecido pela Prefeitura de Serrinha, para pacientes de Coronavirus. Fizemos um treinamento realístico, utilizamos ventiladores e monitores. Estamos abordando nesse modulo especificamente, o manejo respiratório, para paciente que apresente insuficiência respiratória por conta do Coronavirus", disse Ícaro Montenegro Marques, fisioterapeuta.

Essas capacitações são multidisciplinares, com turmas compostas por médicos, enfermeiros, técnicos e fisioterapeutas e serve para que esses profissionais possam resolver o problema (insuficiência respiratória) e tratando e dando uma assistência adequada ao paciente. "Hoje, além da aula teórica, tivemos também aula prática. Fizemos uma simulação com a equipe de como o paciente de Covid-19 deve ser atendido, de como ser paramentado, como deve ser entubado e outros. Tudo para que o paciente seja bem cuidado", disse Dr Bruno Miranda.

Com base numa proposta do governo Adriano Lima, a Secretaria Municipal de Saúde realiza o curso de extensão em seis etapas com o objetivo de qualificar os profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem). O curso aborda critérios de precaução para identificação, análise e tratamento de pacientes em casos mais graves ou que apresentem quadros instáveis da doença.

Fonte: ASCOM/PMS