Últimas notícias

Mãe é encontrada morta após atirar contra filha deficiente por medo de menina ser discriminada


Uma mulher de 46 anos foi encontrada morta após suspeita de ter atirado na cabeça da filha de quatro anos, na cidade de Sete Lagoas, em Minas Gerais. As duas foram sepultadas nesta quarta-feira (23), mas o caso ocorreu na segunda (21).

De acordo com a Polícia Militar, a mulher teria dito a familiares que acreditava que a gravidez tardia teria sido a causa para a menina ter nascido com deficiências visual e cogntiva e que isso poderia fazer com que a filha fosse discriminada.

O marido e outros dois filhos da mulher estavam na rua no momento do crime. Em depoimento, o homem contou que a esposa apresentava quadros depressivos, mas não acreditou que a história teria um desfecho como esse. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Sete Lagoas. As informações são do jornal O Tempo.