Últimas notícias

Três são presos em operação contra empresa que deixou de entregar respiradores


A empresa HempShare que deixou de entregar respiradores aos estados do Nordeste após uma compra de R$ 48,7 milhões foi alvo da Operação Ragnarok que cumpre três mandados de prisão e 15 de busca e apreensão em Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e em Brasília. Mais de 100 contas bancárias vinculadas à empresa foram bloqueadas pela Justiça.

A ação, que é realizada na manhã desta segunda-feira (1º), é coordenada pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), através da Superintendência de Inteligência, com a participação da Polícia Civil da Bahia, através da Coordenação de Crimes Econômicos e Contra Administração Pública, da Polícia Civil de SP, do Distrito Federal e do Ministério Público da Bahia.

A polícia acredita que o grupo alvo da operação seria especializada em estelionato praticando fraudes na venda de equipamentos hospitalares. O suposto esquema teria sido descoberto após uma denúncia do Consórcio do Nordeste, que entrou em contato com a empresa que se apresenta como revendedora dos produtos.

Conforme o dono da empresa, um contrato para importar respiradores havia sido realizado com a China, no entanto, foi notado ainda durante as negociações que os equipamentos estavam com problemas. A empresa diz que teria oferecido respiradores fabricados no Brasil, testados pela Anvisa e mais baratos do que os chineses.

A empresa ainda afirma que não vai recorrer da decisão, pois a devolução do dinheiro já havia sido acordada e deve ser feita nos próximos dias.