Últimas notícias

Pessoas que fraudaram auxílio emergencial terão nomes expostos na internet

auxilio

Fraudadores do auxílio emergencial terão seus nomes divulgados na Internet. O benefício que é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEIs), autônomos e desempregados, durante a pandemia da Covid-19 (novo coronavírus).

Segundo o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, mais de 620 mil pessoas foram identificadas com indícios de irregularidade no recebimento do auxílio, que pode variar entre R$ 600 e R$ 1.200, da Caixa Econômica Federal.

Na lista, estão nomes de políticos, empresários, servidores públicos, detentos, militares, jovens de classe média ou ainda mortos, além de pessoas com renda alta e aposentados da Justiça Federal. Do total de fraudadores, apenas 12% (72,5 mil) devolveram os valores.