Últimas notícias

Precisando reverter vantagem, Bahia encara o Ceará na decisão da Copa do Nordeste


Depois de perder o primeiro duelo por 3 a 1, o Bahia precisa vencer por três gols de diferença a equipe do Ceará para conquistar o tetracampeonato da Copa do Nordeste. O confronto está programado para essa terça-feira (4), às 21h30, no estádio de Pituaçu e pode ser definido na disputa de pênalti, caso o Tricolor vença por dois gols de vantagem.

Para esse duelo, o técnico Roger Machado pode realizar algumas mudanças na equipe titular. O lateral Nino Paraíba pode aparecer na vaga de João Pedro. Outra modificação pode ser no ataque com o retorno de Rossi no lugar de Clayson. Já o restante do time deve ser o mesmo que atuou na primeira partida da decisão.

O Tricolor entra em campo para buscar o tetracampeonato ( 2001, 2002 e 2017) e quebrar o tabu de nunca ter revertido a vantagem em jogos da final. O Bahia perdeu nos primeiros jogos nas finais contra o Vitória (1997 e 1999), Ceará (2015) e Sampaio Corrêa (2018).

Do lado cearense, o técnico Guto Ferreira briga para chegar ao segundo título da competição. A primeira conquista foi pelo Tricolor, em 2017. Para essa partida, o treinador não vai contar com o volante Charles, suspenso pelo terceiro cartão amarelo recebido no primeiro duelo da final.

A equipe cearense segue invicta na competição e se mantiver sem perder conquista o título da Copa do Nordeste.

FICHA TÉCNICA
Bahia x Ceará
Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 04/08/2020 (terça-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Auxiliares: Jean Marcio dos Santos e Flavio Gomes Barroca (ambos do RN)
VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN),
Auxiliar do Var: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE).
Bahia: Anderson; João Pedro ( Nino Paraíba), Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Flávio, Gregore, Élber, Rodriguinho e Clayson (Rossi); Fernandão. Técnico: Roger Machado.
Ceará: Fernando Prass; Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; William Oliveira, Fabinho e Vinícius; Fernando Sobral, Leandro Carvalho e Cléber. Técnico: Guto Ferreira.