Últimas notícias

Após tratamento psiquiátrico, Adélio Bispo desiste de matar Bolsonaro

 


Adélio Bispo de Oliveira, que esfaqueou o presidente Jair Bolsonaro durante a eleição de 2018, desistiu do plano de matá-lo, assim como também não quer mais matar o ex-presidente Michel Temer.

Um funcionário da Penitenciária Federal de Campo Grande, onde Adélio está preso, contou ao site UOL que ele “está calmo, diminuiu com as alucinações e apresenta uma mudança positiva de comportamento”.

Segundo o agente penitenciário, Adélio desistiu de seu “plano” de matar Bolsonaro e Temer após o avanço do tratamento psiquiátrico ao qual está sendo submetido.

“No começo ele só falava em maçonaria. Até o presídio tinha, na visão dele, símbolos da maçonaria”, relatou o funcionário.

Atualmente, Adélio passa o dia lendo livros de direito, graduação que quer cursar.