Suspeito de tráfico e porte ilegal de arma, PM da Bahia é preso em Pernambuco - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Suspeito de tráfico e porte ilegal de arma, PM da Bahia é preso em Pernambuco

 


Três policiais militares e outro homem foram presos em Jaboatão dos Guarapes, no Grande Recife, em Pernambuco, na madrugada de domingo (17), após serem encontrados com 1,5 tonelada de cocaína em tabletes, dois fuzis, cinco pistolas e mais de 450 balas de vários calibres. Um dos PMs é da Bahia e os outros dois, de Pernambuco.

Os quatro foram autuados na Delegacia de Jaboatão Centro. De acordo com a Polícia Civil, eles responderão por tráfico de entorpecentes, associação criminosa e porte ilegal de arma.

Segundo a Polícia Militar, os agentes de Pernambuco serão “submetidos não apenas a procedimentos na Justiça, mas a procedimentos investigativos internos de controle para apurar as circunstâncias dos seus envolvimentos no fato” e podem ser expulsos da corporação.

Ainda de acordo com a PM, tudo começou quando equipes do 25º Batalhão receberam uma denúncia da Central de Operações de uma ocorrência envolvendo reféns em um loteamento próximo ao condomínio Alphaville. Militares do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI) e da Contra-resposta da unidade, portanto, seguiram para o local. Lá, eles perceberam a movimentação de um veículo, com quatro ocupantes, “em atitude suspeita”.

Os policiais deram voz de parada e iniciaram uma abordagem policial. No veículo, estavam os PMs, um outro homem e os armamentos. Parte da equipe levou os presos para a delegacia, enquanto os outros agentes continuaram as investigações.

Em Alphaville, os militares chegaram até uma casa. “Dois caseiros, que estavam no local, informaram que o grupo, preso instantes atrás, havia entrado e revirado toda a casa em busca de armas e drogas”, disse a PM em nota.

Com o apoio de cães, os policiais fiscalizaram a residência e localizaram os tabletes de cocaína no local. Também foram apreendidos diversos carregadores e munições, além de rádios comunicadores, celulares, coletes, coletes balísticos, balaclavas e maçaricos e uniformes da polícia. Todo o material foi levado para a delegacia de Prazeres, também em Jaboatão.