Tucano: Polícial militar é executado com vários tiros dentro de casa no distrito de Caldas do Jorro - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Tucano: Polícial militar é executado com vários tiros dentro de casa no distrito de Caldas do Jorro

 

O sargento da reserva remunerada, pm Pedro Xisto Oliveira de Souza, de 55 anos, foi encontrado morto por volta das 20h, deste sábado dia (8) dentro do banheiro de sua residência, localizada na rua Ribeira do Pombal, no distrito de Caldas do Jorro, no município de Tucano.

Segundo informações policiais, o militar apresentava diversas perfurações, proveniente de disparos de arma de fogo. Ainda segundo a polícia judiciária, o imóvel não apresentava sinais de arrombamento, levantando a suspeita de que o assassino, podesse ser  alguém com acesso livre a residência. A arma do militar, não foi encontrada.

Uma fonte que pediu para ter a identidade preservada, confidenciou a reportagem do site www.gilsantosnoticias.com.br , que o namorado da filha da vítima, confessou que a menor foi a mentora do assassinato do próprio pai, inclusive, contratando um matador de aluguel em Feira de Santana, onde o PM também tem residência, para executa-lo por R$ 600, 00. Ainda segundo a fonte, a menor para tentar se livrar da responsabilidade, alegou que o genitor, estava sendo ameaçado por criminosos de Feira de Santana.  A polícia apurou também que, ambos participaram da contratação do executor e ainda facilitaram  a arma do militar para que o criminoso o executasse.  Após  o crime que aconteceu por volta das 13h, o assassino que  estar com o nome mantido em sigilo, para não atrapalhar  as investigações,  pegou o carro da vítima e foi até  a rodoviária do referido distrito, para pegar um ônibus e  retornar  a sua cidade de origem.

Motivação do Crime

O que de fato motivou a filha do aposentado tomar a decisão de mandar matar o próprio pai, ainda estar sendo investigado pela Polícia Judiciária.

O casal  foi conduzido para a Delegacia  da Polícia Civil   de Eucalides da Cunha, onde se encontra a disposição da justiça. 

 

Redação: Gil Santos Notícias